Como identificar o legítimo bacalhau

Foto: Shatabisha (CC BY-SA 3.0)
Foto: Shatabisha (CC BY-SA 3.0)

Peça sempre que o estabelecimento onde você compra informe corretamente o tipo e a classificação do bacalhau que está sendo vendido.

Somente podem ser chamadas de bacalhau as espécies Gadus morhua (Bacalhau do Porto), Gadus macrocephalus (Bacalhau do Pacífico), Gadus ogac (Bacalhau da Groelândia) Boreogadus saida, conforme o pesquisador e professor do Programa de Pós-graduação de Biologia de Vertebrados da PUC Minas Daniel Cardoso de Carvalho.

Mas você pode fazer algumas observações que ajudam a identificar se está comprando o legítimo bacalhau.

Observe na hora da compra:

A forma do peixe: o legítimo bacalhau é largo e permite o corte em lombos.

O rabo do peixe: deve ser quase reto ou ligeiramente curvado para dentro, de cor uniforme, se tiver uma espécie de “bordado” branco na extremidade, não é o legítimo.

A cor “palha”: se o bacalhau é branquinho, não é o legítimo.

A pele: solta com facilidade; puxe um pouquinho para verificar.

Repare se o peixe está bem escovado: sua aparência deve ser limpa, sem manchas escuras.

Manchas (pretas, marrons): podem ser resíduos do peixe como sangue, bílis, etc., significando que ele não foi bem trabalhado.

Verifique também se ele está bem seco: pegue o bacalhau firmemente pela “cabeça” e solte a cauda.

Depois de escolhido veja mais dicas de como preparar o bacalhau.

Compartilhe:

Facebook Twitter Pinterest Email