Como preparar um bolo

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Alto, fofo e com aroma tentador: eis os segredos para conseguir um bolo infalível.

Ingredientes como ovos, leite e manteiga ou margarina devem ser usados em temperatura ambiente. Retire da geladeira com antecedência.

Antes de começar, acenda o forno, unte generosamente o interior da forma com gordura vegetal.

Use um pincel de confeitagem para espalhar a gordura uniformemente e certifique-se de que toda a superfície interior está coberta.

Polvilhe com farinha e retire o excesso colocando para baixo a forma e batendo no fundo suavemente. Se ficar algum lugar brilhante, retoque com mais gordura e farinha.

O fundo das formas com modelos geométricos simples, como redondas, quadradas, etc. (que não sejam de personagem nem com modelos especiais) recomenda-se forrar com papel manteiga depois de untá-lo.

Respeite as quantidades indicadas na receita. Com pratos salgados, as alterações e improvisações costumam dar certo, mas na confeitaria as medidas são mais rigorosas. Siga, também, a ordem de etapas recomendada, por exemplo: bater primeiro a manteiga ou os ovos, depois acrescentra a farinha etc. Isso interfere no sucesso da receita, pois o bolo resulta de uma combinação de reações químicas.

Bata a mistura para bolo pelo tempo indicado e a velocidade especificada. Controle cuidadosamente o tempo batido e nunca faça por mais tempo nem mais velocidade que se indica nas instruções da receita.

Bater em excesso pode romper a estrutura do bolo e provocar uma redução do volume e o bolo afundar ao esfriar.

Em compensação, se bater pouco produz uma massa em que os ingredientes não estão bem integrados.

Peneirar a farinha, o açúcar, o fermento e o chocolate em pó, bem como outros ingredientes secos, evita pequenas “pedrinhas” na massa.

Para saber se o fermento químico em pó está bom para o uso, misture 1 colher (chá) em uma xícara de água. Ele deve borbulhar em contato com o líquido. A não ser que a receita indique o contrário, o fermento químico em pó e as claras em neve devem ser acrescentados por último à massa do bolo.

Junte as claras com delicadeza, para que a massa incorpore o ar e fique fofinha. Coloque a fôrma na prateleira do meio e no centro do forno, para que o calor se distribua de maneira uniforme.

Para seu bolo ficar mais fofo e crescer mais, dê duas ou três batidas leves com o fundo da forma em cima da mesa da cozinha, reduzindo assim as bolhas antes de ir para o forno.

Asse o bolo imediatamente depois de misturá-lo e coloque o mais possível no centro do forno (tanto em sentido vertical como horizontal). Deve deixar pelo menos 2,5cm pelos lados e entre as formas. Se utilizar duas grades no forno, situe as formas de modo que não fiquem juntas uma sobre as outras. Controle com precisão o tempo de assar.

Resista à tentação de abrir o forno para dar uma espiadinha, o ar frio pode fazer o bolo murchar. Ao fim do tempo mínimo indicado na receita, abra a porta do forno e espete um palito de madeira no centro da massa: se sair limpo, o bolo está pronto.

Caso você perceba que o bolo está dourado, mas ainda não assou por inteiro, cubra com papel alumínio e diminua a temperatura do forno.

Quando tirar o bolo do forno, não coloque sobre a superfície da pia, que é fria.

Deixe sobre o queimador do fogão (desligado) ou sobre uma grade, para que o ar circule em volta da fôrma e esfrie o bolo por igual.

Espere esfriar antes de desenformar: o bolo quente é mais frágil e, por isso, pode se quebrar com mais facilidade.

Quando for rechear ou cobrir um bolo que leve natas, para que rendam e resultem em um bom chantily, bata as natas com um pouco de açúcar, à parte bata 2 claras em neve, e depois envolva com o chantily. Rendem muito mais e fica cremoso.

A maior parte dos problemas de assar se deve a temperatura do forno pouco precisa.

Se os bolos parecem não ter crescido, experimente elevar a temperatura do forno em uns 25% aproximadamente. Se o problema for excesso de temperatura, baixe o ajuste do forno em uns 25% aproximadamente.

Os bolos podem ser congelados por um período de três meses envolvido em papel alumínio.

O bolo deve ser descongelado totalmente antes de decorar.

Os bolos cobertos com glacê devem ser congelados bem envolvidos.

Quando descongelar, não retire o papel em volta até que esteja totalmente descongelado.

Os bolos que não estão cobertos com glacê podem ser guardados a temperatura ambiente por no máximo de 24 horas.

Compartilhe:

Facebook Twitter Pinterest Email